Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Usuários e interessados podem renovar ou se inscrever no Passe Livre sem sair de casa

  • Publicado: Quinta, 22 de Fevereiro de 2018, 14h38
  • Última atualização em Sexta, 09 de Março de 2018, 14h19

 

A solicitação do benefício e sua renovação pela internet foram lançadas nesta quinta-feira, 22/2, pelo Ministério dos Transportes, junto com um portal muito mais acessível para pessoas com deficiência

Buscando proporcionar mais liberdade, autonomia e segurança às pessoas com deficiência beneficiárias do Passe Livre, o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação lançou, nesta quinta-feira (22/02), um site mais acessível a elas. A ideia é atender, de forma mais fácil e ágil, o público do programa que garante a gratuidade no transporte coletivo interestadual a pessoas com deficiência e comprovadamente carentes. Além de facilitar a vida dos beneficiários do programa, o site traz uma grande novidade: é possível fazer tudo sem sair de casa, pela internet.

Acesse http://portal.transportes.gov.br/passelivre

Para quem ainda não é usuário, mas que tem interesse em entrar no Passe Livre, agora é possível fazer a solicitação eletronicamente; e para quem já é usuário ou precisa cadastrar acompanhante, também. O site, adaptado aos principais padrões de acessibilidade, traz soluções que permitem uma navegação livre e sem limitações às pessoas com deficiência. Mas a opção de preenchimento manual utilizada há 17 anos pelo programa continuará disponível para quem desejar.


“Desde a sua criação, em 2001, o programa vem passando por melhorias para atender, cada vez mais e melhor, os beneficiários do Passe Livre. E essa é uma iniciativa pensada especialmente para este público, que nasce com a proposta de reduzir as barreiras de navegação e ampliar os direitos das pessoas com deficiência, principalmente àquelas mais desprovidas de recursos”, afirmou o ministro dos Transportes, Maurício Quintella. “Tenho certeza que o portal será uma referência para que outros órgãos possam oferecer os melhores serviços a este público”, completou.

Todo o processo pode ser feito pela internet, desde o preenchimento dos formulários padrão do Passe Livre até o envio dos documentos, do atestado médico e da foto 3x4. Com isso, o interessado pode escolher se vai fazer a solicitação manual, como é feito desde a criação do programa, ou via web.

SERVIÇOS – Adaptado com recursos de tecnologia assistiva, ou seja, compatível com os principais navegadores da internet, o site traz soluções como leitor de tela para cegos e pessoas com deficiência visual parcial, e tradutor de libras para deficientes auditivos. O layout, também pensado cuidadosamente para este público, é amigável, com linguagem simples e cores que buscam facilitar a compreensão.

O site conta, ao todo, com 12 páginas. Logo na página inicial, está o menu institucional que esclarece sobre o programa, conta a sua história e disponibiliza toda a legislação relacionada. Tudo de forma organizada e de fácil consulta. Outras oito páginas fazem parte do menu de serviços, que ensinam aos interessados o passo a passo para pedir o benefício, os problemas mais comuns que o usuário pode encontrar no caminho e como resolvê-los ou, ainda, como retirar a passagem para viajar. A página termina com um roteiro de endereços e telefones para sugestões ou esclarecimento de dúvidas.

Quase todas as páginas são abertas por um vídeo explicativo sobre o tema em questão. Os vídeos – todos traduzidos para libras – são conduzidos por um personagem de animação cadeirante, apresentado na abertura pela atleta paralímpica, medalhista na Rio 2016, Lorena Spoladore.

O portal do Passe Livre também é acessível a deficientes visuais em qualquer computador, já que o código HTML é adaptado para todos os programas de leitura de tela utilizados por eles. Os deficientes com perda total da visão utilizam um software que faz a leitura do conteúdo. Como eles não enxergam o cursor do mouse, a navegação pelos comandos é feita pelos teclados. E as pessoas com baixa visão utilizam uma lupa virtual, que aumenta o tamanho da fonte dos textos.

200 MIL BENEFICIÁRIOS – Criado em 2007, o Passe Livre emite cerca de 8 mil credenciais por mês. São analisados, aproximadamente, 145 mil processos por ano. Hoje, o programa beneficia 200 mil brasileiros, com potencial para atender a um público de quase 2,5 milhões de pessoas, segundo estimativas do cadastro de Benefício de Prestação Continuada do Ministério da Previdência Social.

>> Leia também: Ministério produz história em quadrinhos para facilitar a obtenção do Passe Livre online

Foto: ASCOM/ANTT

Assessoria de comunicação
Ministerio dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:
Fim do conteúdo da página