Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
ferrovias

Conheça as rotas de trem de passageiros no Brasil

  • Publicado: Segunda, 03 de Setembro de 2018, 19h28
  • Última atualização em Quinta, 18 de Outubro de 2018, 11h47

Só no ano passado, 1,2 milhão de pessoas viajaram em segurança, pagando bons preços, com conforto, desfrutando paisagens e novas experiências, por 1.500 quilômetros de trilhos para viagens de longa distância

Foto trem para passageiros EFVM

Trecho da Estrada de Ferro Vitória a Minas, que liga Cariacica (ES) até Belo Horizonte (MG).

No Brasil, a malha ferroviária é praticamente voltada para o transporte de cargas. Mas algumas linhas no país ainda transportam pessoas, seja para uma viagem interestadual ou para turismo. São 1.500 quilômetros de trilhos para viagens de longa distância para passageiros, feitos pelas ferrovias Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) e Estrada de Ferro Carajás (EFC), operadas pela concessionária Vale. Juntas, elas transportaram 1,2 milhão de passageiros em 2017.

Saiba mais sobre esse modal de transporte que oferece vantagens como segurança, preço, conforto, lindas paisagens e curiosas experiências.

VITÓRIA–MINAS – Única a operar diariamente, a ferrovia Vitória–Minas, que liga o município de Cariacica, na região metropolitana de Vitória (ES), à Belo Horizonte, tem 664 quilômetros de extensão. São 13 horas de viagem às margens do Rio Doce, passando por trechos de Mata Atlântica capixabas e por serras e montanhas de Minas Gerais e, com paradas em 28 estações até chegar à capital mineira. Por ano, mais de 1 milhão de passageiros passam pela rota. As passagens variam de R$ 70, cada trecho, para a classe econômica, a de R$ 100, para a classe executiva (valores atuais). Os transportes são adaptados para pessoas com deficiência e contam com serviço de bordo nos vagões durante os percursos.

CARAJÁS – Já a Estrada de Ferro Carajás, com 870 quilômetros de extensão, é a maior ferrovia de longa distância de passageiros do país. Inaugurado em 1985, o trem foi reformado há três anos e, desde então, transporta cerca de 300 mil passageiros anualmente. A viagem, que liga São Luís (MA) a Paraupebas (PA), passa por 25 povoados e municípios ao longo de quase 16 horas de duração. O bilhete da classe econômica custa R$ 80, por trecho, e, para a classe executiva, são R$ 150, por trecho.

Informações sobre as datas e horários disponíveis para viagens pelas ferrovias Vitória a Minas e Carajás podem ser consultadas diretamente na página da Vale. O passageiro pode, inclusive, realizar a compra do bilhete pelo site.

TRENS TURÍSTICOS – Além dos serviços regulares de transporte ferroviário de pessoas, outras linhas de trens ofertam passeios turísticos e culturais, mantendo viva a história das ferrovias. Um deles é o Trem Turístico Ouro Preto–Mariana, de 18 quilômetros de extensão, que leva passageiros a uma verdadeira viagem no tempo, com resgate histórico e de contemplação de belos cenários mineiros. Os passeios são realizados às sextas, sábados, domingos e feriados. As agendas com os horários e valores das passagens podem ser conferidas na página Calendário de Trens.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também autoriza a operação de outras rotas concedidas de trens turísticos ou comemorativos, operados pela iniciativa pública ou privada. São 24 linhas, a maioria de curta distância, que funcionam regularmente durante todo o ano ou em determinados períodos, apenas para a realização de um evento específico.

CANAIS DE ATENDIMENTO – Passageiros interessados em tirar dúvidas, dar sugestões ou fazer reclamações sobre os trens de passageiros operados pela Vale podem entrar em contato com a concessionária pelo canal Alô Ferrovias, pelo número 0800 285 7000. Nesse mesmo telefone é possível saber o horário de chegada e partida dos trens. O atendimento é gratuito e funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. Se preferir, o passageiro também pode fazer suas considerações por meio de formulário pelo canal de comunicação Fale Conosco.

 

Crédito foto: Gabriel Lordêllo/Mosaico Imagem

Assessoria de Comunicação

Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:
Assunto(s): Ferrovias , EFVM , EFC , Vale , Turismo

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página