Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
ENAEX 2017

Maurício Quintella participa de encontro nacional de comércio exterior, no Rio de Janeiro

  • Publicado: Quarta, 09 de Agosto de 2017, 18h46
  • Última atualização em Sexta, 25 de Agosto de 2017, 15h09

WhatsApp Image 2017 08 09 at 11.10.28

 

Em visita ao estado, o Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil também visitou a Companhia Docas

Financiamento às exportações, desafios da política externa brasileira e a agenda comercial foram alguns dos assuntos discutidos na 36ª edição do Encontro Nacional de Comércio Exterior (ENAEX 2017). O evento contou com a participação, nesta quarta-feira (09/08), do presidente Michel Temer e do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella. Com o tema “Reduzir Custos para Exportar, Reindustrializar e Crescer”, o encontro foi promovido pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB).

Os debates contaram também com a participação de especialistas, empresários e representantes do governo. O objetivo foi somar esforços e sugestões que possam fazer do comércio exterior brasileiro um setor mais competitivo, inovador e sustentável.

Em seu discurso, Quintella afirmou que o governo tem consciência da importância do comércio exterior para o Brasil, assim como da logística, da integração com a iniciativa privada e de seus setores produtivos. Uma das principais metas do Ministério dos Transportes é justamente garantir as melhores condições para que a infraestrutura cumpra o seu papel de alavancar o crescimento do País.

O ministro disse ainda que o Brasil voltou a crescer em todos os modais. O setor de aviação civil, desde março, após 19 meses de quedas sucessivas, no acumulado do primeiro semestre, a alta foi de 0,5%. Em comparação ao primeiro semestre de 2016, o setor portuário cresceu 4,4%. No mesmo período, a movimentação das rodovias cresceu de 2,1% e ferrovias 4,6%.

O ministro também citou medidas concretas realizadas pelo governo federal para melhorar o ambiente de negócio, como o Decreto de Portos, publicado em maio, um exemplo da nova dinâmica do processo de desburocratizarão e promoção da ampla e justa competição na celebração de parcerias e prestação de serviços portuários. "O decreto garante estabilidade e segurança jurídica dos contratos. Desburocratizamos trâmites processuais, ampliamos prazos contratuais e agregamos maior flexibilidade dos contratos, frente à nova dinâmica do setor" explicou o ministro.

Após a participação na ENAEX 2017, o ministro se reuniu com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), para discutir projetos de mobilidade urbana e infraestrutura da cidade carioca. No início da tarde, Quintella também foi recebido na sede da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) pelo diretor-presidente, Tarcisio Tomazoni, onde realizou uma visita técnica ao Porto, desde o Píer Mauá, percorrendo o cais até o portão 24.

Participaram da visita diretores da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e a diretoria da CDRJ. No percurso, o ministro visitou as áreas arrendadas, conheceu o funcionamento dos armazéns, as obras em andamento e a operação dos terminais do Porto.

O ministro também passou no local onde será o Terminal do Trigo, leiloado pelo governo no dia 20 de abril e arrematado pelo Consórcio Maravilha, formado pelas empresas Bunge Alimentos S/A e M. Dias Branco Indústria e Comércio de Alimentos, que investirá ao longo do período do contrato R$ 93 milhões em modernização e ampliação do terminal.

O Porto do Rio de Janeiro conta com uma estrutura de 7,8 quilômetros de cais, contando com terminais arrendados, com operações de contêineres, veículos, graneis sólidos e líquidos e passageiros. Conta ainda com aéreas arrendadas. As principais cargas movimentadas no Porto são: produtos siderúrgicos, contêineres, granéis e produtos ligados a mercadorias offshore (tubos e materiais de apoio às plataformas de petróleo e gás).

 

Fotos: Alberto Ruy

Assessoria de Comunicação

Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

registrado em:
Assunto(s): ENAEX 2017
Fim do conteúdo da página